domingo, 14 de março de 2010

Mulheres na bolsa: agressividade e charme

Ao iniciar as suas operações a Bovespa era um ambiente 100% masculino,ao final de 2009, a já contabilizava 136.062 mulheres investidoras. De acordo com os dados, o número é nove vezes maior do que o registrado em 2002, quando 15.030 mulheres tinham o CPF cadastrado em agentes de custódia.
Apesar do crescimento, o número de mulheres investidoras ainda é bem inferior ao de homens. No fechamento do ano de 2009, eles representavam 75,37% dos investidores pessoa física na BM&F Bovespa, enquanto elas detinham 24,63% de participação, atualmente as mulheres já apresentam uma fatia próxima a 26%.



Entre 2002 e 2009, o número de homens investidores sextuplicou, passando de 70.219 para 416.302. No geral, o número de investidores pessoa física passou cresceu 547,94%, passando de 85.249 para 552.364.

A tabela abaixo mostra a participação de homens e mulheres na Bolsa, desde 2002 até o final de 2009:




De acordo com dados da BM&F Bovespa, as mulheres com idade entre 26 e 35 anos são as que mais participam da Bolsa de Valores, somando 36.835 contas ou 27,07% do total de mulheres. Na sequência, aparecem aquelas com idade entre 36 e 45 anos (29.261 ou 21,50%) e aquelas entre 46 e 55 anos (27.011 ou 19,85%).
As mulheres com mais de 66 anos, apesar de representarem apenas 10,19% do total de contas femininas, são as responsáveis pelo maior valor aplicado. Segundo os números, dos R$ 102,76 bilhões aplicados por pessoas físicas, R$ 21,58 bilhões eram das aplicações das mulheres e, destes, R$ 8,95 bilhões ou 41,47% do total eram provenientes de contas de mulheres com mais de 66 anos.
Todos esses dados, só mostram que o papel da mulher na sociedade, esta ficando cada vez mais próximo ao do homem, principalmente no que se refere a mercado de trabalho e investimentos. E este não é um movimento observado apenas no Brasil, mas sim no mundo todo.

FONTE: Infomoney

Por: Alexandre Coutinho

3 comentários:

Anônimo disse...

por favor corrijam o site, a matéria "Bolsa de Valores: A história que você sempre quis saber" encontra-se indisponível. Gostaria de poder ler essa matéria. obrigado.

Genilda Silva disse...

Isto só mostra que há espaço para todos no mundo do investimento.

Marilucia disse...

Na verdade a mulher está se inserindo em todos os campos, inclusive no mercado de ações. Sei que a maioria das mulheres, no entanto, ainda é conservadora no que diz respeito às aplicações financeiras, mas está aprendendo a atuar neste segmento e se segurem que logo estaremos comandando esse mercado.

Abraços,
Mari

Postar um comentário